Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


     Hoje enquanto ia no carro, ouvi uma parte de uma das músicas do João Pedro Pais que diz: "Ninguém é ninguém, mesmo quando se ama alguém", e comecei a pensar naqueles relacionamentos obsessivos. Não consigo conceber aquele tipo de relações em que as pessoas vivem literalmente obcecadas uma com a outra. Que não se largam 5 minutos. Que trocam mensagens a cada segundo. Que não se dão com mais ninguém, sem ser o parceiro. Esquecem os amigos e, às vezes, até a família. Juro que não percebo. Eu não sou nada assim, aliás, sou bastante desligada. Tanto que as vezes acham que não quero saber (sei que é um aspecto a melhorar). 

     Outra tipo de relação que não consigo entender é aquele em que um dos intervenientes é completamente possessivo em relação ao outro. Não deixa o outro fazer nada, controla todos os seus passos e movimentos... O que veste, onde foi, com quem falou. 

     Eu não sou a melhor a melhor pessoa para falar de relações, não sou, de todo, especialista, e não posso dizer desta água não beberei, mas há coisas que não me entram na cabeça. E questiono-me sempre, se nesses relacionamentos, as pessoas são realmente felizes, e se não é o caso de se sujeitarem a eles pelo simples facto de terem medo de estar sozinhas. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 18:45


3 Comentários

Imagem de perfil

De Sara a 31.08.2011 às 19:49

Parabéns pelo destaque :)
Sem imagem de perfil

De Persephone Dashwood a 31.08.2011 às 19:50

Também não compreendo esse tipo de relacionamentos nem acho que sejam saudáveis para ambas as partes. Penso que as pessoas que se envolvem nesse tipo de relacionamentos têm, muitas vezes, baixa auto-estima e muitas inseguranças e, tal como dizes, medo de estarem sozinhas,
Imagem de perfil

De B a 31.08.2011 às 22:14

Hmm pois definitivamente também tenho de merolhar nesse campo, sou como tu, nada agarrada, pode-se mesmo chamar desligada, não é que me farte de estar com ele, mas não troco os meus amigos/familia por nada. Pelo menos ainda não chegou ninguem que me o fizesse fazer

Comentar o Post



Sobre Mim

foto do autor


25 anos
(quase) Veterinária
Este é o meu diário online que me acompanha desde 2011.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D