Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


    Apresentar a minha tese foi, sem dúvida, um dos momentos mais stressantes da minha vida. Não a apresentação em si, mas tudo o que a antecedeu. Elaborar a tese, por si só, já é um drama. Há sempre mais alguma coisa para fazer, uma coisita para acrescentar, uma gralha para corrigir. Esperar pela parte de outras pessoas, das quais estamos dependentes. E depois do moroso processo que é escrevê-la, chega a hora de a apresentar.

     Nunca fui pessoa de ficar muito nervosa para apresentar trabalhos e sempre lidei bem com a coisa. Mas a verdade é que apresentar sozinha, um projecto meu, que tem o peso que tem e que é o culminar no meu percurso académico é uma história completamente diferente. Uma semana antes já eu sentia o bichinho aqui às voltas. Sim, aquele bichinho chamado nervosismo que nos faz questionar tudo: "E se me esquecer do que tenho para dizer?", "E se não conseguir cumprir o tempo?", "E se tiver um bloqueio e não conseguir responder ao que me perguntam?". Mas o pior estava para vir: a noite anterior! Levei o dia nervosa, a praticar vezes sem conta e a tentar melhorar. Cheguei à noite e toda eu descompensei. Não conseguia apresentar em condições, esquecia-me do que tinha para dizer, tive uma crise de choro e fiquei tão mal disposta que achei que ia vomitar. Na manhã da apresentação acordei nervosa mas um pouco melhor. Quando cheguei à universidade segui o conselho da minha orientadora e comi um chocolate. Revi meia dúzia de coisas e passado um bocadinho abriram-me a sala para que preparasse tudo. E foi aí que se deu o click. De repente fiquei zen. Estava tudo bem, ia tudo correr bem. E correu. Correu tudo muito bem! Quem viu diz que foi a melhor apresentação que fiz e, no fim, a nota compensou. De repente estava acabado. A tese estava apresentada e demorou algum tempo até a ficha cair. Agora já está, mas há que reconhecer que apresentar a tese foi dos momentos mais stressantes da minha vida!

greys anatomy  amelia shepherd.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Publicado às 16:59


4 Comentários

Imagem de perfil

De Luella Rose a 27.03.2017 às 21:41

Ai, o terror! Também fico assim às vezes, sofro por antecipação! Mas chega o momento e corre tudo bem!
E ainda bem que correu tudo bem para ti e que tiveste boa nota! :)
Beijinhos
Imagem de perfil

De A.R. a 29.03.2017 às 15:41

Obrigada!
Beijinho
Imagem de perfil

De Patrícia Rocha a 28.03.2017 às 13:23

A apresentação é uma das coisas que mais me assusta. A minha é só daqui a um ano mas eu já ando a stressar :p
Imagem de perfil

De A.R. a 29.03.2017 às 15:40

Confirmo que é uma ideia muita assustadora, mas depois passa num instante. Ainda que falte um ano, partilho já uma frase que me disseram e que ajuda muito: aquele trabalho é teu, foste tu que o fizeste e não há mais ninguém que saiba mais dele naquela sala do que tu! ;)

Beijinho

Comentar o Post



Sobre Mim

foto do autor


25 anos
(quase) Veterinária
Este é o meu diário online que me acompanha desde 2011.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D